fbpx

S. H. Comunicação – Seu evento científico está aqui

I Seminário de Letras e Antropologia da UEMASUL, campus Estreito, inicia nessa segunda-feira

As inscrições seguem abertas até às 18h do dia 28 de setembro e a programação contará com conferências e mesas-redondas.

Por: Informações da UEMASUL

I Seminário de Letras e Antropologia da UEMASUL. campus Estreito, inicia nessa segunda-feira, 28 de setembro
I Seminário de Letras e Antropologia da UEMASUL. campus Estreito, inicia nessa segunda-feira, 28 de setembro

O curso de Letras, Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa do Centro de Ciências Agrárias, Naturais e Letras (CCANL) da UEMASUL, campus de Estreito, realiza, nessa segunda-feira (28), a abertura do I Seminário de Letras e Antropologia. O evento segue até o dia 2 de outubro, com atividades diárias realizadas de forma totalmente online, com transmissão no canal da UEMASUL no YouTube.

Com a temática “Saberes, Humanidades e Ensino”, o seminário contará com conferências e mesas-redondas sobre cultura, linguagem e sociedade, em uma perspectiva que evidencia a diversidade de temas, vozes e pensamentos, segundo um dos organizadores do evento, professor Rogério Fernandes dos Santos.

“Presenciamos de uma articulação que busque dizimar as minorias historicamente silenciadas e que aja contra o empoderamento das classes subalternas. As Ciências Humanas contribuem para pensar sobre as condições históricas e sociais que permitiram esse cenário, e a inclusão de novos objetos de estudo nos dão alternativas para pensar o mundo criticamente, descolonizando: o saber acadêmico”.

O primeiro evento acadêmico realizado pelo curso de Letras do campus de Estreito irá apresentar aos discentes ingressantes, comunidade acadêmica e público em geral, as discussões contemporâneas em torno do campo das Letras e Humanidades e da linguagem como ferramenta transdisciplinar.

“Há por parte de pesquisadoras e pesquisadores um interesse muito grande sobre as diversas formas do pensamento simbólico, que muitas vezes estão à margem do saber canônico, e penso que a pesquisa e o ensino devem fazer uso da transdisciplinaridade para pensar, ler e ouvir novas formas de compreender o mundo. Nosso desafio como educadores é pensar a inclusão da literatura indígena, afro-brasileira e da periferia nos currículos escolares como objeto de reflexão do mundo e da linguagem. Nesse sentido, a Região Tocantina é o espaço privilegiado de culturas e saberes. Esperamos que nos próximos seminários, possamos apresentar pesquisas que contemplem a região e suas particularidades. O evento é o primeiro passo nesse sentido”, afirma o professor.

Com participação de professores e pesquisadores de várias instituições de ensino brasileiras e uma internacional, entre elas Universidade de São Paulo (USP), Unicamp, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e Universidade de Princeton (Nova Jérsia, EUA), o seminário segue com inscrições abertas até às 18h do dia 28 de setembro. O evento é gratuito e conta com certificação de 10 horas para os inscritos.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: seminario.letras.antropologia@uemasul.edu.br.

Clique para acessar a programação completa e formulário de inscrição.