fbpx

S. H. Comunicação – Seu evento científico está aqui

UFMA incrementa tecnologia da informação com novos softwares para a comunidade acadêmica

Por: Andressa Algave - UFMA

Em pronunciamento on-line na manhã desta terça-feira, 29, o reitor Natalino Salgado comunicou a aquisição do aplicativo MATLAB, software interativo usado por instituições de ensino e pesquisa para cálculos numéricos e codificação. O programa estará disponível para instalação e uso via e-mail institucional por alunos, pesquisadores, docentes, convidados e funcionários da UFMA, com acesso a documentação de usuário, videoaulas e cursos com possibilidade de certificação. Além disso, foi comunicada aquisição do pacote Office 365 em nuvem, com acesso por meio novo e-mail institucional. A transmissão contou com a presença de docentes de diversos departamentos e foi feita por meio do canal da DCOM TV no Youtube.

O uso do software possibilita para estudantes de graduação e pós-graduação de vários departamentos o ensino remoto de forma mais facilitada durante a pandemia da covid-19. Entre as áreas de ensino que se beneficiam do aplicativo, estão as Engenharias, Ciências Biológicas, Matemática e Estatística, Ciências Físicas, e Administração e Negócios. “É uma aplicação que atende a todas as áreas multicêntricas da universidade. Melhora as tecnologias a distância, especialmente em tempos de pandemia. Leva os ambientes de simulação para dentro da casa do aluno e do professor, e acompanha para melhorar a qualidade do ensino e da formação acadêmica”, disse o superintendente de Tecnologia da Informação (STI), Anilton Bezerra Maia.

O reitor destacou a importância no investimento em softwares e aplicativos: “Nós tivemos que reassumir a Universidade e fazer um planejamento para mudar a estrutura, a funcionabilidade e implantar novas ferramentas de gestão para melhorar a vida acadêmica. Usar essas ferramentas para economizar e investir na produtividade, na ciência e no desenvolvimento institucional”, disse.

O chefe do Departamento de Engenharia Elétrica (DEE-CCET), Clovis Bosco Mendonça, parabenizou a administração acadêmica pela obtenção da plataforma. “Ela permite que o ensino da graduação e pós-graduação sejam colocados em um patamar de altíssima qualificação profissional. Encontramo-nos na vanguarda da pesquisa utilizando uma ferramenta internacionalmente conhecida e, dentro do contexto que vivemos, também atende à necessidade daqueles que menos têm condições de acesso a uma ferramenta desse nível. Portanto ela também tem alcance social”, adicionou.

Os softwares têm previsão de início de uso acadêmico para o dia 4 de janeiro.

%d bloggers like this: